sexta-feira, 22 de junho de 2018

Radialista Quinto de Souza será contemplado com a comenda do mérito de São Jorge dos Ilhéos, dia 28



Como parte da programação do aniversário de 484 anos de fundação e 137 anos de elevação à categoria de cidade, a Prefeitura de Ilhéus realiza na próxima quinta-feira (28), a partir das 10 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, a entrega da comenda do mérito de São Jorge dos Ilhéos a personalidades que contribuem para o desenvolvimento do município. A entrega do título será feita a sete pessoas de diferentes segmentos da sociedade. Antes da solenidade está programada uma recepção cultural feita pelo grupo de capoeira Liberdade e pelo bloco afro Mini-Congo, no foyer do Teatro.

Entre os homenageados estão Sílvio Luís Comin, especialista em Gestão de Projetos Industriais; a irmã Argentina Guimarães dos Santos, a professora Maria de Lourdes Netto Simões (Tica Simões), o mais antigo representante da velha guarda da capoeira angola de Ilhéus, mestre José Virgílio dos Santos, 84 anos; o radialista Laudelino Quinto de Souza, o presidente da Convenção Fraternal dos Ministros das Igrejas Assembleia de Deus da Bahia, Israel Alves Ferreira e o bioquímico Paulo Jorge Leopoldino. A comenda foi instituída pela Lei 2.191 de agosto de 1985.

Sílvio Luís Comin, 49 anos, especialista em Gestão de Projetos Industriais foi responsável pela atração de inúmeras empresas para Ilhéus. Trabalhou na consolidação do Polo de Informática. Atualmente é diretor industrial da Daten Tecnologia, e é presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos, Computadores, Informática e Similares dos Municípios de Ilhéus e Itabuna, do Estado da Bahia (Sinec) e também presidente da Associação das Indústrias do Distrito Industrial de Ilhéus (Assipi).

A Irmã Argentina Guimarães dos Santos, 53 anos, é baiana, pedagoga, psicopedagoga, natural de Oliveira dos Brejinhos. Tem 26 anos dedicados a filantropia e no processo de socialização de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Há três anos coordena a Casa da Criança Daniel Rebouças, no bairro Banco da Vitória. Seu trabalho é centrado nos princípios do Estatuto da Criança e do Adolescente de forma a prepará-los para a vida.

Maria de Lourdes Netto Simões (Tica Simões), 72 anos, 48 anos dedicados ao ensino superior. Baiana de Salvador, grapiúna por escolha, é pedagoga, psicopedagoga e ensaísta, é pós-doutora em literatura comparada e turismo cultural pela Universidade Nova de Portugal. Foi pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, escritora com 21 livros publicados. Realizou orientação científica e de formação de pesquisadores em nível de graduação, especialização, mestrado e doutorado. Atualmente é consultora para assuntos literários e culturais.

José Virgílio dos Santos, 84 anos, conhecido como Mestre Virgílio. Tem 75 anos dedicados à capoeira, e é o mais antigo representante da velha guarda da capoeira angola de Ilhéus, além de ser o terceiro mestre mais velho da capoeira de Angola do Brasil. Quando criança aprendeu o jogo com velhos angoleiros como os mestres “Chico da Onça”, “Claudemiro”, “João Valença” e “Barreto”. Na década de 50 foi formado contra mestre por João Grande (João Bate Estaca), que morou alguns anos na região de Ilhéus. É fundador e primeiro presidente da União de Capoeiristas do Sul da Bahia. Atualmente coordena a Associação de Capoeira Angola Mucumbo.

Israel Alves Ferreira, 65 anos, baiano de Ipecaetá, saiu da zona rural aos 14 anos, foi servidor estadual da Fazenda. Agora é pastor, escritor com 8 livros publicados, psicólogo, pós-graduado em psicanálise e neuropsicologia e mestrado em Teologia. Foi criado num lar evangélico. Preside a Convenção Fraternal dos Ministros das Igrejas Assembleia de Deus da Bahia e foi eleito duas vezes em eleição nacional para o conselho fiscal da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil.

Paulo Jorge Leopoldino, 57 anos, é bioquímico formado pela Universidade Federal da Bahia. Nascido em Salvador e mora em Ilhéus desde 1987. Além de atuar em diversos hospitais e clínicas médicas do município, empreendeu nos ramos de saúde, hotelaria universitária e pousadas de Ilhéus. Atua também em diversas ações sociais e filantrópicas e desenvolve projetos de inclusão social.

Laudelino Quinto de Souza, 74 anos, atua na radiofonia por 50 anos. Iniciou a carreira em 1967, na Rádio Baiana, indo depois migrou para a Rádio Cultura de Ilhéus. Foi um dos pioneiros a realizar propaganda através do carro de som e fazer locução em portas de lojas, além de apresentar diversos comícios políticos e lançar nomes musicais, radialistas e artistas. Homenageou diversas personalidades de Ilhéus e região.  Quinto de Souza é produtor cultural, lançou o CD Forrozão Bom Demais, realizou shows, festas e eventos. Quinto de Souza foi diretor do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus, na gestão do presidente radialista Elias Reis.

Nascia na cidade de Ibirapitanga, Bahia, em junho de 1943, um dos grandes ícones do rádio da Bahia, o radialista e comunicador Laudelino Quinto de Souza. Aos quatorze anos de idade desembarcou em Ilhéus, e, aos vinte, foi quando tudo começou.

As primeiras oportunidades na terra da Gabriela foram dadas pelo senhor Michel e senhora Eliza Karan (in memoriam), além do amigo e incentivador Zé Leite, o homem do baú, que o potencial do jovem, pessoa de legado e que certamente faria a diferença com honradez ao longo da vida.  Assim foi concretizado! Conquistou milhares de ouvintes, amigos e fãs.

Quinto de Souza iniciou sua consagrada carreira de radialista em 1967, no auge da Jovem Guarda. Formou-se em Administração de Empresas, trabalhou na rádio Baiana e, logo depois, migrou para a Rádio Cultura de Ilhéus. A partir daí, Quinto não parou mais. Ele foi pioneiro a realizar propaganda em carro de som e a fazer locução em porta de lojas, além de apresentar diversos comícios políticos. Lançou nomes musicais, de radialistas e fez cultura; homenageou diversas personalidades de Ilhéus e região, como o cantor Xangai, em 1989, e o então governador do Estado da Bahia, Waldir Pires, em 1987 (FALECIDO NESTA SEXTA-FEIRA, 22/06, em Salvador).

Nomes como Agnaldo Timóteo, Aranda Junior e Fernando Mendes também participaram da ocasião que marcou a festa de entrega  do consagrado Troféu Melhores do Ano Cacau de Ouro, no palco do Teatro Municipal de Ilhéus, encerrando as homenagens com a entrega do 49º prêmio.

Junto com Colegas da rádio Cultura, trouxe para Ilhéus grandes Show como Os Trapalhões, Sérgio Reis, Raul Seixas, Renato Russo, e muitos outros; além de diversas atividades de entretenimento, que também marcaram a carreira de Quinto de Souza, a exemplo do lançamento do CD Forrozão Bom de Minas, realizações de shows, festas e eventos que animaram a cidade e atraíram milhares de pessoas.

Nessa trajetória de sucesso, foi possível constatar sua popularidade com a gratidão dos ilheenses e ouvintes de toda região. Em 2016 completou cinquenta anos no ar, realizou o último show da Cultura, na rádio Cultura de Ilhéus.

Quinto se dedica ao merecido descanso dos microfones, no deleite e aconchego da família. Mas não descansará totalmente do trabalho, pois continua trabalhado na administração do Hotel Britânia, de sua propriedade que fica localizado em frente à casa de Jorge Amado.

Em 2017 Quinto de Souza recebeu o titulo de cidadão ilheense.

Fonte:www.jornaldoradialista.com.br


quarta-feira, 20 de junho de 2018

MULHER FANTASMA NOMEADA POR MARÃO RECEBE POR DOIS MESES SEM TRABALHAR

No dia 17 de junho informamos que o prefeito Mario Alexandre nomeou uma funcionária fantasma, a senhora Sandra Pimentel da Silva para a chefia do setor de unidades de conservação e coleta de resíduos sólidos.

Indicada pelo vereador Paulo Carqueija (PSD), Sandra foi nomeada no dia 20 de março e até hoje não apareceu para trabalhar. No final de abril a servidora desconhecida recebeu R$ 3.416,66No final de maio foi contemplada com mais R$ 2.500,00.

Apesar da denúncia feita por este blog, Marão manteve a mulher na folha de pagamento.

Opinião do blog.

Com essa atitude, o prefeito reforça a irresponsabilidade da sua gestão e o descaso com a política ambiental. É inadmissível que uma pessoa receba do erário sem trabalhar, só porque foi indicada por um vereador aliado.

Enquanto isso, os guardas do Parque Municipal Natural da Boa Esperança aguardam a nomeação de um gestor que possa coordenar a difícil tarefa de garantir a biodiversidade da unidade de conservação de 437 hectares.

Fechado para visitas, o Parque da Esperança tem problemas sérios de segurança e estaria abandonado se não fossem os guardas. Um processo antigo de desapropriação de 15 hectares ao lado da unidade se arrasta na secretaria de administração, à espera de um gestor que cobre celeridade. Se for acrescida à poligonal da UC a área vai facilitar o acesso de visitantes e pesquisadores.

A presença de um gestor também se faz necessária para coordenar o processo de revisão do plano de manejo e presidir o conselho consultivo da unidade de conservação.

Ilhéus precisa profissionalizar o turismo local. Chega de secretário tapa buraco!


“Durante uma reunião ocorrida no Colégio Estadual de Ilhéus, no bairro do Malhado, na última sexta-feira (23/10/2010), o secretário municipal de turismo, Paulo Moreira, apresentou uma ideia surpreendente, completamente inusitada.

Falando para professores e alunos, Moreira disse que planeja tirar a estátua do Cristo Redentor das proximidades da Avenida 2 de Julho, para colocá-la em cima do Morro de Pernambuco. Afirmou que há uma técnica capaz de “fatiar” a representação de Jesus em várias partes, sem destruí-la.

O secretário deixou alunos, professores e demais pessoas que assistiam estupefatas.

Após a saída de Moreira, que não esperou o final do encontro, o professor  e doutor em história, André Rosa, teria feito uma advertência aos estudantes, mais ou menos assim: Tá vendo vocês! Ele deseja fatiar o Cristo! Veio aqui sem saber a importância do monumento, em que contexto foi erguido, ignorando as pessoas que idealizaram a estátua naquele local. Isso deve servir de aviso. Estudem! Caso contrário vocês poderão comandar a secretaria de turismo de Ilhéus”, matéria do Blog do Gusmão.

Dias depois escrevi um texto para o site da Professora Maria Luíza Heline, a pedido, sobre esta ideia do ex-secretário Paulo Moreira. Depois o Secretário justificou que houve mal entendido, etc. leia abaixo o artigo histórico de Elias Reis, editor do site: www.jornaldoradialista.com.br

PERSONAGEM DE FICÇÃO – por Elias Reis

“Sem sombra de dúvida foi o intendente Mário Pessoa o pioneiro na previsão da vocação turística de Ilhéus e, por certo, o primeiro a expressar a sua certeza em legislação, quando, pela Lei 327, de 2 de março de 1927, foi autorizado a entender-se com o presidente da “Rádio Sociedade”, com sede na capital do Estado, ‘”para a instalação de um serviço de Radiofonia, com estações receptoras e transmissoras em Ilhéus, a fim de divulgar as ocorrências mundiais de interesse público”, ou ainda pelas Leis 328, também de 2 de março de 1927 e 1º de junho do mesmo ano, quando concedia “isenção de todos os impostos municipais pelo espaço de dez anos, exceto as taxas de esgoto e lixo, aquele que, por si ou empresa que organizar, vier estabelecer nesta cidade um Hotel de Primeira Ordem, instalado em prédio amplo, elegante e especialmente destinado a este fim, dispondo de instalações que a intendência exigir, segundo o plano mais aconselhável sob o ponto de vista arquitetônico e higiênico, inclusive canalização d’água em todas as dependências, telefonia e elevador.
Pela Lei 329 ficou determinada a ampliação da isenção de impostos dos prédios que se edificaram “na área de acrescidos da marinha, utilizada pela Companhia Industrial de Ilhéus e compreendida no perímetro central, com três ou mais andares que providos de elevador elétrico, etc.”
Surgiu assim o Ilhéus Hotel como vanguardeiro da certeza do progresso Turístico de Ilhéus, e que se constitui, na época, o primeiro prédio construído em cidades do interior do Nordeste e Norte do Brasil com tal dimensão, conforto e elevador.
Em 12 de novembro de 1927 a Intendência Municipal, pelo seu alcaide Mário Pessoa, contratou com o Sr. José Melli a obrigação de organizar “um filme destinado à propaganda deste município no país e no exterior” – exigindo-se entre outras cenas a inclusão do Palácio da Intendência Municipal; Grupo Escolar da Praça Castro Alves; Hospital São José; Panorama de Ilhéus visto dos morros; Praças Cel. Pessoa, Ruy Barbosa, Luiz Vianna, e Cayrú; …Avenida Dois de Julho com o Belvedere, e a Gruta de Lourdes…e Lavoura Cacaueira.” (No tempo de Mário Pessoa, pp. 59/60, 1994).
Já no seu segundo mandato, Mário Pessoa abriu concorrência publica e construiu o Estádio de Futebol, campo de aviação do Pontal, construiu o cemitério novo e tantas outras obras importantes e históricas. Quanto ao Cristo Redentor, uma obra construída em novembro de 1942 por Mário Pessoa, réplica inspirada no monumento do Rio de Janeiro, instalada geograficamente à entrada da barra do Pontal, saudava os imigrantes que aqui desembarcavam. Foi um pedido de sua esposa D. Dejanira Berbert, católica e uma Senhora da sociedade envolvida com as causas religiosas e sociais.
Depois de meio século, Ilhéus parece parada no tempo. Com professores pardais inventando coisas absurdas, o turismo decresce assustadoramente. Não exploramos o turismo cultural, não temos opções de lazer, a noite ilheense continua morta e aqueles que chegam à cidade, normalmente se deslocam para Itacaré. Em dias de feriados e domingos a cidade é um verdadeiro cemitério. E, falando em cemitério, que Mário Pessoa e D. Dejanira perdoem o nosso personagem da Walt Disney Company.
O que se precisa mudar não é o lugar da estátua do Cristo Redentor e, sim a mentalidade amadora de se fazer turismo numa cidade com quase meio milênio, onde a única coisa que cresce é capim. A secretaria de turismo precisa entender que Ilhéus é um produto e, tal qual precisa ser vendida! Chega de invenções!
Oito anos depois deste artigo nada mudou em Ilhéus. Em suas poltronas acolchoadas, os seus secretários de turismo nada fizeram por Ilhéus. Aliás nada se pode esperar de secretários tapa-buraco.
“É verdade. Tem horas que bate uma tristeza enorme, porque nada acontece. Nada muda em Ilhéus”
                                                                                                                                                                Maria Luíza

terça-feira, 19 de junho de 2018

ESTADO DIVULGA RESULTADO FINAL DO CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR E COORDENADOR PEDAGÓGICO

O Governo do Estado, por meio das Secretarias da Educação e Administração  publicou, nesta terça-feira (19), no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado final e homologação do concurso público para suprimento de 3.760 vagas para a rede estadual de ensino, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. Confira a relação no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

O concurso recebeu mais de 103 mil inscritos, divididos em 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), situados em Salvador e em outros 26 municípios do Estado. A classificação é separada por cargo, pelo tipo de disciplina e pelo local (NTE). Do total de vagas, 30% são reservadas para negros e 5% para pessoas com deficiência.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, ressaltou o empenho do Governo do Estado para realizar o certame, mesmo diante da situação econômica desfavorável pela qual atravessa o país. “Este concurso é resultado do esforço e do compromisso do governador Rui Costa com a Educação, que tomou esta decisão mesmo diante de um momento adverso na economia do nosso país. Teremos 3.760 novos educadores na rede, professores e coordenadores pedagógicos, que irão atuar na capital e no interior, fortalecendo o eixo pedagógico das nossas escolas”, afirmou Pinheiro.

Professores terão remuneração total de R$ 2.814,28, enquanto que coordenadores pedagógicos receberão R$ 2.890,87. As vagas de professor são para lecionar Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia.

O concurso foi lançado em novembro de 2017, com a publicação do Edital Saeb 02/2017. As inscrições foram abertas no dia 14 de novembro de 2017 e encerraram em 15 de dezembro do mesmo ano. Os candidatos passaram por três etapas, entre habilitatórias e classificatórias, como provas objetivas, discursivas e de títulos.

Realizado conjuntamente pelas secretarias da Administração (SAEB) e da Educação, a primeira etapa do certame ocorreu no dia 25 de fevereiro, em todo o estado. Dos 103.592 inscritos, 41.404 foram habilitados. O concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) foi contratada para a organização do certame. O concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período. A nomeação dos aprovados será realizada pela Secretaria da Educação, conforme a conveniência da administração pública.

EM ILHÉUS, ÔNIBUS TERÃO HORÁRIOS MODIFICADOS DURANTE OS JOGOS DO BRASIL NA COPA DO MUNDO

O horário de ônibus em Ilhéus será modificado durante os jogos da seleção brasileira nesta primeira fase da Copa do Mundo. A redução dos horários de circulação de ônibus no perímetro urbano e zona rural é com base na divulgação do funcionamento do comércio e repartições públicas do município, além de entendimento estabelecido em reunião com empresas concessionárias do setor.

 

Conforme a portaria número 277, publicada no Diário Oficial eletrônico do dia 15 deste mês, quando o jogo do Brasil for às 9 horas os ônibus circularão até às 8h30min com horário reduzido. No período do jogo os ônibus rodarão com horário especial tipo circular. Após o jogo serão utilizadas as tabelas de horário normais.

 

Quando o jogo for às 11 horas os ônibus circularão com tabela horário normal até às 10h30min. No período do jogo as tabelas terão horários especiais tipo circular. Após o jogo serão utilizadas as tabelas de horário normais.

 

E quando o jogo for às 15 horas os ônibus circularão com tabela horário normal até às 14h30min. No período do jogo as tabelas terão horários especiais tipo circular e após o jogo serão utilizadas as tabelas de horário reduzido.

 

O diretor de Transporte e Trânsito da Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), Gilson Nascimento, disse que a atual gestão acatou solicitação do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários (Sindrod) para que ocorresse redução do número de transporte público durante os jogos do Brasil nesta etapa.

PREFEITURA DE ILHÉUS PRORROGA POR 90 DIAS PRAZO PARA ADESÃO AO PDV

Atendendo a pedido das lideranças dos sindicatos ligados aos servidores públicos – Sinsepi, APPI e Sindiguarda – e da própria Câmara de Vereadores que recentemente apresentou requerimento neste sentido, o prefeito Mário Alexandre anunciou ontem (18) que vai prorrogar por mais 90 dias o prazo para adesão dos servidores ao Plano de Desligamento Voluntário (PDV), criado por seu governo.

Anunciado em dezembro do ano passado – e com encerramento inicialmente previsto para ontem, o PDV é um programa destinado aos servidores públicos, estatutários ou celetistas, que preencherem os requisitos para a aposentadoria por tempo de serviço e contribuição, assim como os que ingressaram na justiça pedindo reintegração contra a demissão pelo fato de estarem aposentados.

O objetivo do programa é desonerar a folha de pagamento da Prefeitura, para adequar a despesa do quadro de servidores do município aos índices exigidos pela legislação, a fim de evitar um impacto social, com o desligamento desses funcionários.

Valores menos impactantes – Hoje o município gasta com salários destes servidores algo em torno de R$ 3,8 milhões por mês. Com o PDV, o município assumirácotas mensais de indenização, que ficarão em torno de R$ 590 mil, representando uma significativa desoneração na folha de pagamento da Prefeitura.

Alta adesão – Os números oficiais ainda serão fechados. Mas, de acordo com estimativa do prefeito Mário Alexandre, até ontem mais de 300 servidores (dos 400 inicialmente aptos ao benefício) haviam apresentado pedido de adesão ao programa. A decisão pela prorrogação por mais 90 dias leva em conta o apelo de que dezenas de servidores não decidiram pela adesão pelo fato de ainda não terem preenchido todos os pré-requisitos, a exemplo do tempo de serviço para a aposentadoria.

Com a prorrogação, esses servidores, completarão o tempo e terão a oportunidade, também, de fazer a adesão. “Atender mais este pleito é reafirmar meu compromisso com a valorização e o respeito ao servidor municipal, condição que já é uma marca do atual governo”, justificou Mário Alexandre.

Contenção de despesas – Segundo o secretário Bento Lima, o programa surge como uma das medidas adotadas pelo atual governo com o objetivo de conter despesas e enxugar a folha de pagamento. “O município de Ilhéus historicamente descumpre esse índice, seja pela baixa arrecadação, seja pela extrapolação da folha. Os estudos que nós fizemos, logo no início do mandato deste governo, verificaram alguns servidores com remuneração não linear à sua carreira”, explica.

O PDV oferece o benefício do pagamento de 35% da média salarial do servidor nos últimos doze meses, durante vinte anos. Com isso, além do município reduzir significativamente a folha de pagamento, o aposentado recebe a indenização na forma de complementação da aposentadoria paga pelo INSS. “Nós estamos falando de servidores que tem em média de R$ 9mil reais por mêse o teto hoje do INSS de aposentadoria é de quase R$ 6mil reais. O servidor ao se aposentar necessariamente terá que se afastar do serviço público e deixará de receber os proventos”, afirma Bento Lima.

Com o programa, o servidor terá uma complementação do valor recebido em sua aposentadoria.A outra vantagem significativa é para aqueles servidores já afastados que estão em litígio judicial, e pode pacificar o processo aderindo ao PDV.

Além de lideranças da classe trabalhadora, estiveram presentes ao ato – ocorrido no Centro Administrativo da Conquista – vereadores e secretários municipais.

ESTUDANTES ILHEENSES PODEM VISITAR TERMINAL PESQUEIRO DE ILHÉUS

70 estudantes do Colégio São Jorge visitaram o terminal, onde passaram cerca de 1h30 conhecendo as embarcações e a infraestrutura interna.

A importância da pesca para a economia de Ilhéus, a riqueza da biodiversidade da Baía do Pontal e a importância do boto cinza para o ecossistema da região são alguns dos temas que os estudantes ilheenses podem aprender no Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus.

O espaço, que serve como ponto de apoio para centenas de pescadores da região sul da Bahia, está sendo utilizado por escolas públicas e particulares para a conscientização ambiental. Durante a visita técnicos da Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura) conversam com os estudantes sobre a dinâmica da atividade pesqueira no Sul da Bahia e apresentam a estrutura do terminal.

“Falamos também sobre a história do Porto de Ilhéus, tipos de peixes que chegam ao município e os diferentes tipos de embarcações que navegam pelo sul da Bahia. O Terminal Pesqueiro é uma estrutura importante para a economia da cidade, recebendo mais de 250 mil toneladas de pescado por ano”, afirma o coordenador administrativo do espaço, Walter Badaró Júnior.

Na semana passada cerca de 70 estudantes do Colégio São Jorge visitaram o terminal, onde passaram cerca de 1h30 conhecendo as embarcações e a infraestrutura interna, e assistindo as palestras educativas. As instituições de ensino interessadas em visitar o terminal pesqueiro devem entrar em contato com a coordenação do espaço pelo email wbadarojr@gmail.com.

SINEBAHIA ITABUNA TEM 22 OPORTUNIDADES DE TRABALHO

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas ficarão disponíveis nessa quarta-feira (20).

A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Vagas exclusivas para Itabuna (20.06) 

AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD)

Exclusivo para Pessoas com Deficiência

Ensino Fundamental Completo

Não exige experiência

2 VAGAS 

AUXILIAR ADMISTRATIVO (PCD)

Exclusivo para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

2 VAGAS 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Exclusivo para Pessoas com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

5 VAGAS 

VENDEDOR PORTA A PORTA

Ensino Médio Incompleto

Experiência mínima de 6 meses com vendas

5 VAGAS

ELETRICISTA

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com veículo pesado e movido a diesel

1 VAGA

BORRACHEIRO

Ensino Fundamental Incompleto

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Experiência com veículo pesado

1 VAGA 

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses com vendas

5 VAGAS 

PROMOTOR DE VENDAS

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira com vendas

1 VAGA

ESGOTO NO JARDIM DO SABER: O TRATAMENTO PRIMÁRIO DAS FOSSAS DA UESC


A torre administrativa da UESC e o córrego dentro da universidade.

Reportagem Thiago Dias.

Essa é a história de uma contradição. A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) é o seu palco. Sob o jardim onde o saber é cultivado e cultuado, escorre a sujeira das nossas entranhas. A beleza na superfície do Campus Soane Nazaré, encravado em parte do que restou da Mata Atlântica, contrasta com a paisagem subterrânea do mecanismo de tratamento de esgoto primário dos seus prédios, que usam fossas individuais ligadas a sumidouros. O Blog do Gusmão é o primeiro veículo de imprensa a discutir esse assunto.

O sistema de tratamento da UESC é o mesmo há 32 anos, desde os tempos da antiga FESP (Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna), conforme nos explicaram o prefeito do Campus Soane Nazaré, Edmundo Ramos Pereira Filho, e o assessor de comunicação da universidade, Jonildo Glória, numa conversa em dezembro de 2017.

A universidade “ainda usa uma sistemática que era a da época, com um tratamento individualizado por prédio, o tratamento primário: o sumidouro e aquela manutenção periódica de retirada dos resíduos sólidos e limpeza. Essa é a solução que foi aprovada na época e que existe até hoje”, esclareceu o prefeito.

A nosso pedido, Edmundo deu mais detalhes sobre o tratamento da UESC. “A fossa faz a separação do sólido e do líquido e cria o chamado lodo, que é retirado, sugado e descartado adequadamente. Ele é retirado por um caminhão de vácuo-pressão, que injeta a mangueira e aspira os sólidos. Não leva o líquido, porque só o lodo fica preso na fossa. O líquido continua. Aí é que vem o sumidouro, que é o dispositivo por onde esse líquido do esgoto é infiltrado no solo. Isso é tudo calculado direitinho. É um sistema que infiltra o efluente sanitário no solo”.


O arquiteto Edmundo Ramos Pereira Filho, prefeito do Campus Soane Nazaré.

Segundo Ramos, como a UESC não tem “nenhuma captação de água do subsolo para uso potável, não há nenhum risco dessa infiltração [do esgoto na terra] contaminar com patógenos uma água que seja retirada para outra utilização”.

Perguntamos ao prefeito se esse tipo de mecanismo ameaça o lençol freático. Ele respondeu com um exemplo. “Quando você faz uma fossa na sua casa, não deve colocar nenhum poço artesiano a menos de quatorze metros desse sumidouro. Por quê? Essa infiltração vai sendo esterilizada quando vai passando no solo, mas ela mantém seu poder contaminante num determinado raio. Isso tudo é calculado no projeto. Na medida em que você vai construindo mais, adensando e colocando mais sumidouros, começa a ter a possibilidade de saturar. Mas essa é uma contaminação de orgânicos, que são [materiais] degradáveis”.

Contudo, Edmundo Ramos admitiu que a UESC não monitora periodicamente as condições dos sumidouros. “Mas foram feitas algumas análises para finalidades específicas, não como um programa de monitoramento. Não se apresentou nenhum problema maior”, explicou.


Água do córrego que corta a UESC é muito suja.

sábado, 16 de junho de 2018

NOVO REFORÇO DA JUAZEIRENSE, EDUARDO PROMETE FAZER GOLS VIVO DISSO E ESPERO AJUDAR



Apresentado oficialmente pela Juazeirense à imprensa na última quinta-feira (15), o atacante Eduardo promete balançar as redes e ajudar a equipe na Série C.

“Me contrataram para balançar as redes. Tenho apenas um foco que é dar o meu melhor dentro de campo e fazer gols. Vivo disso e espero ajudar com o meu futebol jovem”, afirmou o jogador.

Eduardo, de 20 anos, ainda destacou o bom ambiente na Juazeirense.

“Meus primeiros momentos aqui pela Juazeirense foram ótimos. Fui muito bem recebido pelos demais atletas, um respeita o outro e tudo está ocorrendo bem graças a Deus. A cidade também é muito boa. Assim como a estrutura do clube”, declarou.

O atacante pertence ao Vitória da Conquista e foi cedido por empréstimo até o fim da temporada.

Apesar do otimisto, Eduardo não foi relaciondo para o confronto deste sábado (16), às 18h, contra o Confiança-SE, no Batistão, em Aracaju (SE). A tendência é que ele fique à disposição contra o ABC, na rodada seguinte, no dia 23 junho, no Adauto Moraes, em Juazeiro.

Fonte:www.cidadeesportes.com.br


ILHÉUS: CONFIRMADO PARA DIA 29 CIRCUITO DE JET SKI


A Baia do Pontal se transformará numa grande arena que abrigará o Circuito Baiano de Jet Ski – etapa Ilhéus Experience, que acontece entre os dias 29 de junho a 2 de julho (feriado estadual). A disputa reunirá mais de 100 praticantes do esporte entre eles, consagrados pilotos como o baiano Bruno Jacob, Cristiano Magarão, Bruno Serravale e Luan Trindade. Os pilotos inscritos podem utilizar qualquer tipo de jet ski com qualquer cilindrada. O evento integra as comemorações alusivas aos 484 anos de fundação e 137 anos de elevação de Ilhéus à categoria de cidade.

Ilhéus é estratégica para a realização deste circuito baiano por conta da sua geografia, destaca Orlando Junior, um dos idealizadores do evento. “A baia possui uma pista oval de 2,2 quilômetros, considerados a maior arena de competições do mundo em tamanho de pista. O espaço possui duas pistas paralelas, cujos pilotos largarão da areia para contornarem as boias, seguindo até a arquibancada. Daí para frente é habilidade pura, e vence o piloto que cumprir em primeiro lugar o número de voltas pré-estabelecidas”, comenta Orlando.

A partir das 14 horas, abertura oficial com entrega dos Kits no Hotel Jardim Atlântico Resort. Já às 17 horas, no mesmo local, workshop e às 19, happy hour. No sábado 30, às 8 horas, passeio na Lagoa Encantada e às 18, Festa Sunset no hotel com a primeira Jet FantasyFest. Já no domingo, 1º de julho, às 8 horas, começam as competições na Praia do Cristo. Às 21, os participantes retornam ao hotel para participarem de uma festa a fantasia. No dia 2 de julho (feriado nacional) encerramento com dia livre com navegação pelo Rio do Engenho.

Disputas – Estão mantidas categorias de motos aquáticas, Free style (estilo livre), cujos pilotos se apresentam individualmente e terão alguns minutos para demonstrar suas habilidades em manobras, quando um corpo de jurados determina notas de zero à dez para cada apresentação. Além desta, ski (corrida) e o runabout (corrida de jet com assento), além da tradicional competição Slalon e Km Arranque, vão compor o quadro de provas.

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, através da secretaria municipal de Turismo e Esporte (Setur), da Superintendência Municipal de Trânsito (Sutran) e da Polícia Militar (PM), além dos patrocinadores oficiais da modalidade na Bahia.

Fonte:www.otabuleiro.com.br


sexta-feira, 15 de junho de 2018

UNA DIVULGA ATRAÇÕES DO SÃO JOÃO ANTECIPADO

O São João antecipado de Una 2018 será realizado de 15 a 17 de junho, no distrito de Colônia, a nove quilômetros da cidade.

A programação anunciada pela prefeitura inclui a apresentação das bandas Cacau com Leite, Xote Apimentado, Forró do Karoa, Forró Caxangá, Xote Atrivido, Zabumbahia, Stampa do Forró e Sizal Ponto 7.

O evento focado no fortalecimento da cultura nordestina vai envolver apresentação de quadrilhas juninas e brincadeiras típicas como corrida de saco e pau-de-sebo.

Confira a programação:

15/06 (sexta-feira)

20h – Início dos shows

Xote Atrivido

Forró do Karoá

Forró Caxangá

16/06 (sábado)

19h – Quadrilha junina

20h – Início dos shows

Xote Apimentado

Cacau com Leite

Zabumbahia

Stampa do Forró

17/06 (domingo)

15h – Quadrilhas e brincadeiras juninas

18h – Show banda Sizal Ponto 7

PASTOR CARLSON FORJOU O PRÓPRIO SEQUESTRO, AFIRMA POLÍCIA CIVIL

Conforme publicamos hoje, o pastor Carlson Benjamin dos Santos, que havia desaparecido na última quarta-feira, 13, foi encontrado num posto de gasolina nas proximidades de Feira de Santana.

Após ser ouvido pela Polícia Civil, em Ilhéus, na tarde desta sexta-feira, 15, Carlson afirmou que foi sequestrado na Praia do Norte por três homens armados. Os agentes que ouviram o depoimento perceberam algumas incoerências com os relatos dos familiares. A investigação encontrou provas que negam a versão do pastor.

Ao ser ouvido no interrogatório pelo delegado Thiago Almeida, Carlson confessou ter forjado o próprio sequestro e disse que fugiu por livre e espontânea vontade.

O pastor vai responder por falsa comunicação de crime.

METADE DOS HOMICÍDIOS EM 2016 OCORREU EM APENAS 2% DOS MUNICÍCIOS

Metade dos homicídios registrados em 2016 ocorreram em apenas 123 cidades brasileiras, aponta o Atlas da Violência 2018 – Políticas Públicas e Retratos dos Municípios Brasileiros, do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).
Juntos, esses municípios representam apenas 2,2% do total de cidades brasileiras. Apesar de pequenos, os números são superiores aos de 2015, quando 109 localidades respondiam por metade das mortes violentas no país. Fato que, para os pesquisadores, indica a propagação da criminalidade para cidades menores, processo que vem sendo observado por especialistas desde meados dos anos 2000.
Sob intervenção federal na segurança pública, o Rio de Janeiro terminou 2016 entre as oito capitais com as menores taxas de mortes violentas (Arquivo/Agência Brasil)
Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes, as mais violentas se concentram nas regiões Norte e Nordeste. No entanto, o ranking dos 309 municípios com maior taxa de mortalidade é encabeçado por Queimados, no Rio de Janeiro, com 134,9 homicídios por grupo de 100 mil pessoas.

As quatro cidades seguintes com os maiores índices de letalidade ficam na Bahia. Com uma taxa de 124,3 homicídios por grupo de 100 mil habitantes em 2016, Eunápolis ocupa o segundo lugar entre as mais violentas. Em seguida vem Simões Filho (107,7 homicídios/100 mil habitantes); Porto Seguro (101,7 homicídios/100 mil habitantes) e Lauro de Freitas, com 99,2 homicídios/100 mil habitantes.
Já a relação das cidades com a menor taxa média de homicídios em 2016 começa com Brusque (SC), onde foi registrada uma taxa média de 4,8 homicídios por 100 mil haqbitantes. Logo em seguida ficaram Atibaia (SP) (5,1); Jaraguá do Sul (SC) (5,4); Tatuí (SP) (5,9) e Varginha (SP) (6,7).
Capitais
Entre as capitais, Belém assumiu o título de mais violenta de 2016, com uma taxa média de 76,1 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Pelos dados do Atlas da Violência de 2015, a capital paraense era a quarta mais perigosa, com 61,8 homicídios/100 mil moradores. Nesta edição do relatório, Belém é seguida por Aracaju (73 homicídios/100 mil habitantes); Natal (62,7 homicídios/100 mil habitantes); Rio Branco (62,6 homicídios/100 mil habitantes) e Salvador (57,8 homicídios/100 mil habitantes).

Alvo de uma intervenção federal na segurança pública de todo o estado desde fevereiro deste ano, a capital fluminense terminou 2016 entre as oito capitais com as menores taxas de mortes violentas, com 25,8 óbitos por 100 mil habitantes. Este grupo é encabeçado por São Paulo (10,1 homicídios); Florianópolis (17,2) e Vitória (17,2); Brasília (25,5); Campo Grande (20,3); Curitiba (29,4) e Belo Horizonte (24,8).
No início do mês, o Atlas da Violência já tinha apontado que o estado do Rio de Janeiro está entre as seis unidades da federação que têm conseguido reduzir as taxas de homicídios, junto com São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Paraná. No documento, os pesquisadores apontam que a melhora dos índices paulistas se deve, em parte, à preponderância de uma organização criminosa sobre as demais, o que permitiria que seus integrantes controlassem o uso da violência, evitando disputas letais.
Edição: Fernando Fraga
Agência Brasil

ATINGIDOS PELA SAMARCO VÃO VOTAR EM AÇÕES DE REPARAÇÃO, DIZ FUNDAÇÃO

O presidente da Fundação Renova, Roberto Waack, afirmou que, após mais de dois anos de existência, a entidade vai incluir representantes dos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão nas suas esferas decisórias, atendendo recomendação do Ministério Público.
A Fundação Renova foi criada para executar programas de reparação a partir de um acordo assinado em março de 2016 entre as mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton e os governos federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo, sem a participação do Ministério Público.
O rompimento da barragem da Samarco, em novembro de 2015, matou 19 pessoas e espalhou rejeito de minério por 650 km de rios, até a foz do Rio Doce no Espírito Santo.
“Hoje os atingidos têm participação indireta, mas sem poder de voto. Desde o início, sabíamos que não era perfeito”, disse Waack, reconhecendo que a revisão do modelo levou mais tempo do que deveria.
Atualmente, as decisões da fundação dependem, além do aval do seu próprio conselho curador e consultivo, da concordância de um comitê com órgãos da esfera federal e estaduais. Nenhuma entidade detém maioria de votos, de forma que é preciso negociar cada ação. A mudança será colocar na mesa também os atingidos.
Ainda não está definido como se dará exatamente a inclusão dos atingidos nessa estrutura, o que deve ocorrer nas próximas semanas. Será preciso que eles próprios, conforme sua região, indiquem seus representantes.
Waack disse concordar com as críticas de falta de participação dos atingidos na fundação, mas avalia que, à época em que o acordo foi firmado, o modelo de governança adotado foi o melhor possível. “As próprias comunidades não estavam ainda organizadas para isso”, diz.
O presidente reclama ainda de um ambiente de guerra entre os atingidos e a fundação, que corroeu a possibilidade de diálogo e conciliação. Segundo ele, não há como resolver a delicada relação entre Minas Gerais e sua história de mineração a partir do episódio de Mariana.
“Esse clima de guerra, de animosidade, de conflito, de agressão não favorece ninguém. Mas foi fomentado e está sendo ainda fomentado um processo de guerra. Algumas organizações optaram por criar um clima de guerra, que é um dos motivos pelo qual esse processo todo não avançou na velocidade que podia”, afirma.
A formalização da participação dos atingidos está sendo acompanhada pelo Ministério Público e era uma exigência do órgão. As mineradoras e o MP têm até o dia 25 deste mês para chegar a um acordo final sobre as ações de reparação da tragédia.
A negociação, que já teve o prazo prorrogado quatro vezes, se dá dentro de uma ação do Ministério Público Federal que cobra R$ 155 bilhões das mineradoras devido ao desastre.
A inclusão dos atingidos vai ensejar também uma revisão do acordo já vigente com a União e os estados, resultante de outra ação judicial de R$ 20 bilhões, pois será preciso uma nova redação modificando a estrutura decisória da fundação.
A partir daí, todos os programas de reparação previstos na tratativa também serão revistos. Waack admitiu ainda atraso em ações da fundação, como o reassentamento das comunidades atingidas. As primeiras casas da reconstrução do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), devem ser entregues ao longo do ano que vem.
A respeito do pagamento de indenizações, segundo o presidente, o objetivo da fundação é fechar 80% dos acordos neste ano, avançando onde não há controvérsias. A previsão é que sejam pagos mais R$ 1 bilhão – mesmo valor já desembolsado até hoje com auxílio de renda emergencial e indenizações por danos gerais e falta de água. Com informações da Folhapress.